A Asma e a Osteoporose







"Duro como um osso" é uma expressão que falamos no dia a dia. Mas, em algumas situações, o osso pode se tornar frágil e fácil de quebrar. A osteoporose é uma doença silenciosa que pode afetar o osso progressivamente e até provocar fraturas.

O uso de corticóides sistêmicos (em forma de comprimidos, xaropes ou injeções) de forma repetida e em doses altas pode levar à osteoporose. Por isso, as pessoas que têm asma devem receber uma orientação e prevenção corretas, para evitar a doença.

Vale ressaltar que o uso inalado dos corticóides, sob a forma de sprays ou inaladores de pó seco não causa a osteoporose.

Mas o que é osteoporose?

A osteoporose é definida como uma doença caracterizada por uma perda da massa óssea com fragilidade dos ossos e maior risco de fraturas.

Chama-se massa óssea a quantidade de osso que o indivíduo tem. Normalmente, a massa óssea cresce progressivamente do nascimento até por volta dos 35 anos de idade, quando atinge seu pico máximo. A partir daí, começa a diminuir lentamente. Na menopausa, a diminuição da massa óssea é ainda maior (por isso, a mulher tem mais osteoporose que o homem).



Os fatores que influenciam a quantidade de massa óssea de uma pessoa são:

Hereditariedade: Pais de baixa estatura tem filhos de baixa estatura;
Dieta: O cálcio e a vitamina D são fundamentais para a saúde dos ossos;
Hormônios sexuais: O estrogênio (nas mulheres) e a testosterona (nos homens) ajudam o crescimento ósseo;
Exercícios: Os exercícios ajudam os ossos a crescer.

Assim considera-se como fatores de risco para a osteoporose as seguintes situações:

Sexo feminino: As mulheres são mais propensas a ter osteoporose (o que não quer dizer que os homens não podem ter osteoporose!). Menopausa precoce (ou mulheres que submeteram-se à cirurgia de retirada dos ovários) antes dos 45 anos: a baixa dos níveis de estrôgenios diminui o crescimento ósseo.
Pouca atividade física
Estrutura corporal frágil, baixa estatura
Dieta pobre em cálcio e viatmina D
Pouca exposição ao sol: o sol ajuda a absorção de vitamina D pelo organismo
Hábitos e vícios como fumo, alcool e café em excesso: dificultam a absorção de cálcio pelo organismo, importante para a formação óssea
Algumas doenças como problemas de tireóides, rins, trato gastrointestinal e ossos e do metabolismo mineral: dificultam a formação óssea
Alguns medicamentos usados em tratamentos prolongados como corticóides sistêmicos, heparina, antiácido com alumínio, anticonvulsantes,benzodiazepínicos: também favorecem a perda óssea. Os corticóides inalados (via nasal ou pulmonar) em doses baixas não interferem no metabolismo ósseo.

O diagnóstico precoce da osteoporose identifica o paciente de risco e, assim pode-se intervir a fim de evitar o surgimento de fraturas e suas conseqüências.

O diagnóstico da osteoporose baseia-se na identificação dos fatores de risco na história clínica, exame físico e na avaliação da massa óssea através da densiometria óssea. Eventualmente, pode-se utilizar o RX da coluna lombar para quantificar a perda de massa óssea mas essa perda só é detectada neste exame quando atinge cerca de 50%.

A densitometria óssea é um exame de fácil execução e poucos riscos para o paciente com uma exatidão excelente. Os melhores ossos para avaliação de osteoporose são coluna lombar, fêmur proximal (coxa), rádio distal (punho) e calcâneo (calcanhar).

A prevenção e o tratamento da osteoporose visam preservar o patrimônio ósseo do indivíduo e, se possível, aumentá-lo. Mas o aumento de massa óssea é muito difícil (somente de 5 a 10% com medicamento); por isso, a prevenção é fundamental.

Deve-se ter em mente que a osteoporose sem fraturas não apresenta manifestações clínicas e, por isso, devemos estar atentos aos fatores de risco e prevení-los.



COMO PREVENIR A OSTEOPOROSE:
Estimular a atividade física: a caminhada e os exercícios ao ar livre são os mais recomendados
Alimentação adequada: leite e derivados e vegetais (feijão, brócolis, por exemplo) são excelentes fontes de cálcio e vitamina D, necessários para fortalecer os ossos
Caminhe pela manhã ou ao entardecer por associar atividade física e exposição ao sol
Evitar café em excesso, alcool e fumo
Converse com seu médico. Somente ele estará apto a orientar a melhor forma de tratamento, caso você tenha osteoporose.
A Asma e a Osteoporose A Asma e a Osteoporose Editado por saude.chakalat.net on 07:43 Nota: 5

Nenhum comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Tecnologia do Blogger.