Verão é estímulo extra para combater a osteoporose







A partir da menopausa e em toda a duração do climatério, a osteoporose é uma das doenças que mais ocorrem entre as mulhe A partir da menopausa e em toda a duração do climatério, a osteoporose é uma das doenças que mais ocorrem entre as mulheres.

Entre os fatores que contribuem para sua evolução é a falta de atividade física. Nela, o acúmulo de tecido ósseo, que atinge seu pico por volta dos 30 anos de idade, começa a decair com o passar do tempo, tornando os ossos mais frágeis e quebradiços e tornando mais graves as conseqüências das quedas, que aumentam com a idade. De acordo com o médico Carlos Isaia Filho, especialista em saúde da mulher, a osteoporose não tem cura. Apesar de medidas como a ingestão de cálcio, o uso de hormônios e de remédios a base de bisfosfonatos e outros, o ideal é investir em prevenção.

Um estudo da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), revela que os brasileiros ingerem quase três vezes menos cálcio do que o necessário. Além disso, 47% dos entrevistados se declararam completamente sedentários.

Segundo Isaia, a fim de combater fatores de risco como sedentarismo, dieta alimentar pobre em cálcio e pouca exposição ao sol, o verão acaba servindo de estímulo para que a mulher mude seus hábitos. "Os raios solares são nossa principal fonte de vitamina D, que age diretamente sobre a estrutura óssea.

Os exercícios que muita gente reluta em fazer no inverno, são retomados com o calor e isso pode servir de incentivo para sua continuidade durante todo o ano", aponta.
Verão é estímulo extra para combater a osteoporose Verão é estímulo extra para combater a osteoporose Editado por saude.chakalat.net on 09:44 Nota: 5

Nenhum comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Tecnologia do Blogger.