Excesso de calcio no organismo





http://www.vidacomqualidade.com.br/wp-content/uploads/2010/08/calcio.jpg

O excesso de cálcio é prejudicial ao organismo. Quando além da cota necessária, o cálcio pode levar ao surgimento de “pedras” nos rins, se combinado com a vitamina C, à redução do magnésio no organismo, à fraqueza muscular e até mesmo à anorexia.

O cálcio ajuda na formação dos ossos e dentes, participa de reações orgânicas importantes ligadas à contração muscular, à coagulação sanguínea, à transmissão nervosa, à manutenção da frequência cardíaca e por aí vai. O cálcio é o mineral mais abundante no nosso corpo.

A ingestão adequada de cálcio nos primeiros anos de vida auxilia na formação de um esqueleto saudável, minimizando a perda de massa óssea na vida adulta.

A assimilação de cálcio pelo organismo diminui na menopausa, fazendo com que o corpo recorra ao mineral armazenado nos ossos e dentes, provocando a osteoporose.

É importante consumir alimentos ricos em cálcio desde muito cedo.

O leite e seus derivados são as principais fontes de cálcio, que também pode ser encontrado na couve, repolho, brócolis, cebolinha, espinafre, alho-francês e acelga, além das leguminosas, frutos secos e cereais integrais.

O cálcio depende da ação da vitamina D. Por isso, são necessários alimentos ricos tanto em um quanto no outro. A vitamina D é encontrada em peixes gordos, no ovo e na soja. Já as gorduras e a fibra dificultam a assimilação do cálcio.

Os adultos devem consumir, em média, 800 mg de cálcio por dia. No entanto, esse valor pode chegar a 1500 mg no caso de mulheres com mais de 45 anos, de grávidas, ou ainda de crianças em idade de crescimento.
Excesso de calcio no organismo Excesso de calcio no organismo Editado por saude.chakalat.net on 10:40 Nota: 5

Nenhum comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Tecnologia do Blogger.