Prevenção contra Osteoporose na infância








A osteoporose acomete 10 milhões de brasileiros e 5.600 baianos predominantemente com idade avançada, incidência que seria reduzida se a prevenção começasse na infância. As estatísticas são da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e do Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso (Creasi), respectivamente. Cuidados simples ajudam no fortalecimento da massa óssea, o que evita o enfraquecimento dos ossos e aumento do risco de quedas e fraturas. O alerta vale principalmente nesta terça-feira, 20, quando se comemora o Dia Mundial da Osteoporose.



Para construir uma massa óssea resistente, recomenda-se que a pessoa beba três copos de leite, coma queijo, iogurte, tomate e outros alimentos ricos em cálcio. Também é recomendável comer frutas e tomar sol nos horários saudáveis, o que ajuda na absorção do cálcio. Outra dica da geriatra é fazer exercício físico com frequência. A atividade pode ser uma simples caminhada ou Pilates, passando por corrida, andar de bicicleta, hidroginástica e musculação.

"Quanto mais velho o indivíduo, maior a probabilidade (de ter a doença), mas isso depende da massa óssea que a pessoa construiu durante a vida. Quem fez atividade física, ingeriu cálcio e teve uma boa alimentação vai ter maior resistência", explica a geriatra Joseci Peixoto, do Creasi, ressaltando que as mulheres têm mais predisposição a ter a doença em função da perda hormonal que acontece durante a menopausa, o que influencia na qualidade da massa óssea. (Clique aqui para acessar o teste - arquivo em PDF, 2,11 MB - que mostra como está a saúde dos seus ossos).

Leia também:
Como é causada a Meningite
Saiba mais sobre a depressão infantil
Maconha tem efeitos menos nocivos que o álcool
Quiropraxia: conheça as vantagens e as desvantagens da terapia
5 cuidados para evitar lesões no Pilates
No Youtube 12: Protocolo ´P.R.I.C.E'

Essas recomendações devem ser seguidas desde a infância e também por quem já recebeu o diagnóstico de osteoporose, com exceção de quem está com quadro avançado. A aposentada Arabela Cardoso, 75 anos, recebeu a recomendação de evitar esforços físicos após descobrir a doença há cerca de dez anos. "Estava em crise, então não podia varrer a casa, cozinhar, lavar os pratos. Tinha que ficar parada em repouso", conta, confessando que não segue a recomendação à risca, afinal "se eu não fizer as tarefas, quem vai fazer?".

A doença de Arabela progrediu de maneira silenciosa e ela só descobriu depois de quebrar um braço e ter dificuldade na cicatrização. "A osteoporose pode ser completamente assintomática e a pessoa só perceber depois de uma complicação como uma fratura, mas há alguns casos em que a pessoa sente dor óssea", diz Joseci Peixoto. A especialista diz que o ideal é que todo idoso faça um rastreamento da doença com um médico mesmo que não sinta nenhuma dor. Após o diagnóstico, o tratamento é medicamentoso.

Medicação gratuita - Para casos graves em que o paciente tenha mais de 60 anos, já sofreu fratura e não responde a outros remédios, o tratamento indicado é a teriparatida. A Bahia é o único estado que fornece o medicamento gratuitamente sem a necessidade de entrar com pedido na justiça, de acordo com a Federação Nacional de Associações de Pacientes e de Combate à Osteoporose.

A teriparatida diminui a reabsorção do osso e promove o crescimento de um novo osso, evitando fraturas, de acordo com a geriatra. Atualmente, 293 pacientes, sendo 236 em Salvador, recebem o tratamento na Bahia.

A necessidade do medicamento deve ser avaliada pelo médico da pessoa, que faz um protocolo de solicitação e encaminha o paciente ao Creasi, onde ele passa por perícia para confirmação da prescrição do remédio.

Notícia retirada daqui




Você já acessou hoje o blog sobre hérnia de disco?
Prevenção contra Osteoporose na infância Prevenção contra Osteoporose na infância Editado por ADMIN on 09:12 Nota: 5

Nenhum comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Tecnologia do Blogger.