Curta e Siga


Depressão aumenta risco de osteoporose




 
Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Israel , quadros de depressão favorecem o desenvolvimento de doenças como a osteoporose. Para os estudiosos, a explicação para tal associação é a diminuição da emissão de estímulos nervosos nestes pacientes, que acabam ficando com menos pique e sobrecarregam os ossos na tentativa de manter a frequência de atividades físicas que tinham antes.

Os estudiosos explicam que essa sobrecarga provoca a diminuição da densidade óssea dos pacientes, favorecendo o aparecimento de fraturas. Quanto mais tempo a pessoa força os ósseos, mais chances de desenvolver a osteoporose.

Foram testadas mais de 2400 pessoas depressivas que foram submetidas à exercícios físicos por seis meses. Após o teste, os cientistas observaram a perda da densidade óssea em até 80% dos participantes, quando comparados com pacientes que sofriam de depressão.

Outras pesquisas haviam sido feitas nesta direção, mas nenhuma tinha comprovado a real ligação entre as duas doenças. Os cientistas acreditam que estes resultados são muito importantes para tratar a osteoporose em idosos, pois, muitos não apresentam propensão a doença, mas desenvolvem o quadro devido a depressão desencadeada pelas perdas trazidas pela idade.



Dicas para Profissionais:
  • Curso Online de Atividade Física para Gestantes
  • Curso Online de Fisioterapia na Geriatria
  • Curso Prescrição do Exercício para Idosos baseado em Evidências Científicas
  • Curso Online Hidroginástica "Consciência e Movimento"

  • Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário

    Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!