terça-feira, 19 de maio de 2015

Conheça 3 bons livros sobre Osteoporose


O estudo de uma doença como a Osteoporose é importante para profissionais e para quem sobre deste mal. Só a informação vai fazer com que os efeitos dela sejam diminuídos e que não prejudique tanto as atividades da vida diária.

Pensando nisso, o blog separou três livros que ppodem facilitar esse conhecimento. Para saber maiores informações deles, basta clicar na imagem:

Livro - Osteoporose: Por Que Prevenir?

Livro - Osteoporose Diagnostico E Tratamento

Livro - Osteoporose
Até a próxima.

terça-feira, 31 de março de 2015

Osteoporose e o cuidado com as fraturas

http://blog.clinipam.com.br/wp-content/uploads/2014/06/clinipam-plano-de-saude-osteoporose-prevencao.jpg

A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição de massa óssea, com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fraturas.  E essas fraturas trazem muito incômodo para a vida de quem as sofre, pois pode levar a imobilidade.

A imobilidade provocada por uma fratura pode levar meses de recuperação, mesmo com tratamentos adequados, como a fisioterapia.

A osteoporose é uma doença silenciosa, isto é,  raramente apresenta sintomas antes que aconteça sua consequência mais grave, isto é, uma fratura óssea. O ideal é que sejam feitos exames preventivos, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar as fraturas, além de uma alimentação rica em nutrientes que fortaleçam os ossos.

Falando das fraturas que podem acontecer quando se está com os ossos fracos, os locais mais comuns atingidos pela osteoporose são a espinha (vértebras), o bacia (fêmur), o punho (rádio) e braço (úmero). Destas, a fratura mais perigosa é a do colo do fêmur. Um quarto dos pacientes que sofrem esta fratura morrem dentro de 6 meses.

A fratura de colo do fêmur traz a imobilidade citada acima e que deve ser olhada com BASTANTE atenção.

Até a próxima.


Escrito por Daniela Souto - Fisioterapeuta do Faça Fisioterapia e da Fisioquality

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone Google+ 

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Osteoporose



O osso, além de promover sustentação ao nosso organismo, é a fonte de cálcio, necessária para a execução de diversas funções como os batimentos cardíacos e a força muscular. É uma estrutura viva que está sendo sempre renovada. Essa remodelação acontece diariamente em todo o esqueleto, durante a vida inteira. Aosteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição de massa óssea, com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fraturas.

Confira, então, as 10 coisas que você precisa saber sobre osteoporose:


1 - A osteoporose é uma doença silenciosa, isto é, raramente apresenta sintomas antes que aconteça sua consequência mais grave, isto é, uma fratura óssea. O ideal é que sejam feitos exames preventivos, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar as fraturas.

2 - Os nossos ossos recebem forte influência do estrogênio, um hormônio feminino, mas que também está presente nos homens, só que em menor quantidade. Esta hormônio ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea. Por este motivo, as mulheres são as mais atingidas pela doença, uma vez que, na menopausa, os níveis de estrogênio caem bruscamente. Com esta queda, os ossos passam a se descalcificar e se tornam mais frágeis. De acordo com estatísticas, a osteoporose afeta um homem para cada quatro mulheres.

3 - 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada quatro mulheres com mais de 50 anos desenvolve a doença. No Brasil, a cada ano ocorrem cerca de 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose. 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência destas fraturas. Mas, mesmo após uma fratura osteoporótica, o diagnóstico de osteoporose acaba não sendo feito e o paciente não é encaminhado para tratamento.

4 - Os locais mais comuns atingidos pela osteoporose são a espinha (vértebras), o bacia (fêmur), o punho (rádio) e braço (úmero). Destas, a fratura mais perigosa é a do colo do fêmur. Um quarto dos pacientes que sofrem esta fratura morrem dentro de 6 meses.

5 - Muita dor nas costas e diminuição de estatura podem representar fraturas vertebrais da osteoporose. Preste atenção!

6 - O diagnóstico precoce da osteoporose é feito pela medida da Densitometria Óssea. Possuem maior risco para desenvolver osteoporose as mulheres, indivíduos de raça branca, pessoas miúdas (magrinhas e pequenas), que tiveram menopausa precoce e não fizeram reposição hormonal, os fumantes, que possuem história de fraturas na família, que possuem doenças graves ou que utilizam corticoides por longo tempo, e aquelas que ja tiveram fraturas na idade adulta.

7 - Uma medida de Densitometria Óssea esta indicada para todas as mulheres a partir de 65 anos e para todos homens com 70 anos ou mais. Além disto, todas mulheres menopausadas e todos homens com mais de 50 anos que possuam um dos fatores de risco descritos acima devem realizar o exame para confirmar a presença da osteoporose.

8 - A prevenção da osteoporose deve se iniciar na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio (especialmente presente nos laticínios e, em menor quantidade, nas verduras escuras, no gergelim, no feijão branco e no tofu). Além disto, deve-se proporcionar para a criança e o adolescente a possibilidade de brincadeiras e atividades ao ar livre. Isto nao somente vai estimular o exercício físico que fortalece o esqueleto em crescimento, mas também possibilitar a exposição ao sol para que ocorra a produção Vitamina D na pele.

9 - A Vitamina D é fundamental para nossa saúde, em especial para o fortalecimento ósseo. Como ela não esta presente na maioria dos alimentos, temos que obtê-la através da exposição ao sol ou, quando isto não for possível, através de suplementos vitamínicos.

10 - O risco de desenvolver a Osteoporose pode ser reduzido, se medidas como uma alimentação rica em cálcio, manutenção de uma atividade física e aporte adequado de Vitamina D foram proporcionados ao longo da vida. Entretanto, é importante salientar que, mesmo com todos estes cuidados, uma parte dos indivíduos vai ter osteoporose, pois a herança genética ainda não pode ser modificada. Mas a boa notícia é que existem tratamentos eficazes, caso você ja tenha a doença. Procure um endocrinologista, que poderá conduzir seu tratamento de maneira adequada e tranquila.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Você precisa saber: 10 fatos sobre a Osteoporose!



Osteoporose é uma doença metabólica, sistêmica, que acomete todos os ossos. A prevalência da osteoporose, acompanhada da morbidade e mortalidade de suas fraturas, aumenta a cada ano. E tem algumas coisas que, se você souber pode evitar ou conviver melhor com ela. Mas porque saber lidar com a Osteoporose é tão importante?

O osso, além de promover sustentação ao nosso organismo, é a fonte de cálcio, necessária para a execução de diversas funções como os batimentos cardíacos e a força muscular. É uma estrutura viva que está sendo sempre renovada. Essa remodelação acontece diariamente em todo o esqueleto, durante a vida inteira. A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição de massa óssea, com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fraturas.

Leia também:
Confira, então, as 10 coisas que você precisa saber sobre osteoporose:

1 - A osteoporose é uma doença silenciosa. Raramente apresenta sintomas antes que aconteça sua consequência mais grave, isto é, uma fratura óssea. O ideal é que sejam feitos exames preventivos, para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar as fraturas.

2 - O estrogênio, um hormônio feminino, mas que também está presente nos homens, só que em menor quantidade, ajuda a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho de massa óssea. Por este motivo, as mulheres são as mais atingidas pela doença, uma vez que, na menopausa, os níveis de estrogênio caem bruscamente. Com esta queda, os ossos passam a se descalcificar e se tornam mais frágeis. De acordo com estatísticas, a osteoporose afeta um homem para cada quatro mulheres.

3 - 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada quatro mulheres com mais de 50 anos desenvolve a doença. No Brasil, a cada ano ocorrem cerca de 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose. 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência destas fraturas. Mas, mesmo após uma fratura osteoporótica, o diagnóstico de osteoporose acaba não sendo feito e o paciente não é encaminhado para tratamento.

4 - Os locais mais comuns atingidos pela osteoporose são a espinha (vértebras), o bacia (fêmur), o punho (rádio) e braço (úmero). Destas, a fratura mais perigosa é a do colo do fêmur. Um quarto dos pacientes que sofrem esta fratura morrem dentro de 6 meses.

5 - Muita dor nas costas e diminuição de estatura podem representar fraturas vertebrais da osteoporose. Preste atenção!

6 - O diagnóstico precoce da osteoporose é feito pela medida da Densitometria Óssea. Possuem maior risco para desenvolver osteoporose as mulheres, indivíduos de raça branca, pessoas miúdas (magrinhas e pequenas), que tiveram menopausa precoce e não fizeram reposição hormonal, os fumantes, que possuem história de fraturas na família, que possuem doenças graves ou que utilizam corticoides por longo tempo, e aquelas que ja tiveram fraturas na idade adulta.

7 - Uma medida de Densitometria Óssea esta indicada para todas as mulheres a partir de 65 anos e para todos homens com 70 anos ou mais. Além disto, todas mulheres menopausadas e todos homens com mais de 50 anos que possuam um dos fatores de risco descritos acima devem realizar o exame para confirmar a presença da osteoporose.

8 - A prevenção da osteoporose deve se iniciar na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio (especialmente presente nos laticínios e, em menor quantidade, nas verduras escuras, no gergelim, no feijão branco e no tofu). Além disto, deve-se proporcionar para a criança e o adolescente a possibilidade de brincadeiras e atividades ao ar livre. Isto nao somente vai estimular o exercício físico que fortalece o esqueleto em crescimento, mas também possibilitar a exposição ao sol para que ocorra a produção Vitamina D na pele.

9 - A Vitamina D é fundamental para nossa saúde, em especial para o fortalecimento ósseo. Como ela não esta presente na maioria dos alimentos, temos que obtê-la através da exposição ao sol ou, quando isto não for possível, através de suplementos vitamínicos.

10 - O risco de desenvolver a Osteoporose pode ser reduzido, se medidas como uma alimentação rica em cálcio, manutenção de uma atividade física e aporte adequado de Vitamina D foram proporcionados ao longo da vida. Entretanto, é importante salientar que, mesmo com todos estes cuidados, uma parte dos indivíduos vai ter osteoporose, pois a herança genética ainda não pode ser modificada. Mas a boa notícia é que existem tratamentos eficazes, caso você ja tenha a doença. Procure um endocrinologista, que poderá conduzir seu tratamento de maneira adequada e tranquila.

Boa sorte!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Cuidados com a suplementação de cálcio na Osteoporose


Uma medida que pode ser necessária para cuidar da osteoporose é adotar suplementação à base de cálcio, mas o tratamento só é indicado para mulheres em que já foi detectado o problema.

A medicação é uma medida para reforçar o tratamento, mesmo com ela os hábitos alimentares e de atividade física devem ser modificados".

Mas nem todas as mulheres podem tomar a medicação. Segundo o reumatologista, quem tem aterosclerose (doença crônica que se caracteriza pela formação de tecido fibroso dentro dos vasos sanguíneos, causando obstrução) deve evitar o medicamento, fazer o tratamento somente por meio da alimentação e evitando os fatores de risco. Há pesquisas que indicam que, embora não se conheçam os motivos, o uso do medicamento por pessoas com a doença aumenta o risco de infarto. "Desconfia-se de que os excessos de cálcio acabem contribuindo para obstruir ainda mais os vasos, mas não há nada comprovado", explica Domiciano.

As pacientes com histórico familiar de pedras nos rins também têm restrições quanto à medicação, pois o uso contínuo de cálcio pode acabar desenvolvendo o problema. O ideal é consumir doses baixas do remédio e completar nas refeições. Os alimentos ricos em cálcio são absorvidos lentamente, por isso não sobrecarregam o corpo com a substância. Já os suplementos fornecem maior quantidade do componente e geram picos no sangue, o que pode acarretar problemas à saúde, como aumentar o risco de infarto..

Alimentos ricos em cálcio

Apesar de não ser o único tratamento, os alimentos são ótimos auxiliares no combate à osteoporose e tratamento da doença. O leite, riquíssimo em cálcio, é tido como o principal agente do combate aos desgastes ósseos, mas existe uma ressalva. "Não importa qual o tipo de leite, seja de vaca, de cabra, de búfala, desde que a origem seja mamífera. Esses sim são ricos em cálcio, pois contém porções da substância que estavam no animal. Já os leites de soja que não têm reforço de cálcio adicionado industrialmente não conseguem auxiliar na prevenção da doença, pois não contêm a substância, explica Marcelo Pinheiro.

Hoje em dia é possível encontrar leite de soja e alguns iogurtes fortificados com cálcio que conseguem auxiliar tanto quanto o leite de mamíferos. Mas se você não é muito fã da bebida, alguns outros alimentos também contém o mineral e podem ajudar a prevenir a osteoporose.

Separamos uma tabela, baseada nos dados da Taco (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, da Unicamp), com dez alimentos ricos em cálcio:

ALIMENTOCÁLCIO (mg)
Brócolis (100g)513
Feijão branco (100g)476
Couve-manteiga (100g)177
Iogurte (1 pote)279
Leite desnatado( 250ml)268
Sardinha (100 g)482
Castanha-do-Pará (100g)146
Queijo minas (100g)579
Queijo prato (100g)345
Espinafre (1 xícara)136

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Prevenção da osteoporose deve começar na juventude



É comum associar a osteoporose à velhice, já que a doença, caracterizada pela perda de massa óssea e deterioração esquelética, é mais comum na faixa etária acima dos 50 anos – uma em cada três mulheres nesse grupo sofre da doença; entre os homens, a proporção é de um em cada cinco. Mas isso não quer dizer que pessoas com menos idade estão livres da doença.  A melhor maneira de evitar futuros problemas é começar a se prevenir ainda na adolescência, quando o esqueleto está se estabelecendo e construindo massa óssea. O equilíbrio desse processo é atingido aos 20 anos. Depois, a estrutura começa a enfraquecer e, a partir dos 40 anos, inicia-se a faixa de risco de osteoporose.

Para prevenir a doença, basta consumir alimentos com cálcio e vitamina D. A última auxilia na absorção do primeiro, que atua diretamente no fortalecimento e manutenção dos ossos. Apesar de ser uma recomendação simples, nem sempre ela é seguida corretamente. Cerca de 60% das mulheres acham que tomar apenas um copo de leite por dia é suficiente para se manterem livres da osteoporose. Enganam-se.

Essa quantidade está bem abaixo do valor recomendado pelo OMS (Organização Mundial da Saúde). O ideal é consumir  de 800 a 1200 mg de cálcio, o que representa quatro porções de leite (em cada copo de 250 ml há 268 mg do mineral). Apenas 20% das mulheres com 45 anos consomem essa quantidade. Entre aquelas com menos de 45 anos, essa porcentagem não passa de 10%.

Apesar de não ser o único tratamento, os alimentos são ótimos auxiliares no combate à osteoporose e tratamento da doença. O leite, riquíssimo em cálcio, é tido como o principal agente do combate aos desgastes ósseos, mas existe uma ressalva. "Não importa qual o tipo de leite, seja de vaca, de cabra, de búfala, desde que a origem seja mamífera. Esses sim são ricos em cálcio, pois contém porções da substância que estavam no animal.

eparamos uma tabela, baseada nos dados da Taco (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, da Unicamp), com dez alimentos ricos em cálcio:
ALIMENTOCÁLCIO (mg)
Brócolis (100g)513
Feijão branco (100g)476
Couve-manteiga (100g)177
Iogurte (1 pote)279
Leite desnatado( 250ml)268
Sardinha (100 g)482
Castanha-do-Pará (100g)146
Queijo minas (100g)579
Queijo prato (100g)345
Espinafre (1 xícara)136



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...